Autores Posts deUberlândia CVB CVB

Uberlândia CVB CVB

262 POSTS 0 COMENTÁRIOS

0 143
Imagem: Prefeitura de Uberlândia

Foi divulgado, na última sexta-feira (15), o plano de ação para iniciar a vacinação contra Covid-19 na cidade de Uberlândia. Através de uma coletiva de imprensa, no Centro Administrativo Municipal, o prefeito Odelmo Leão e o secretário municipal de Saúde, Gladstone Rodrigues, anunciaram as especificações do plano.

A princípio, o início da vacinação depende da aprovação da Anvisa para liberação e distribuição das doses. Em Uberlândia, há no estoque cerca de 100 mil seringas, além de um outro pedido de 400 mil. O local, assim como os equipamentos para conservação das doses, já estão sendo preparados.

O projeto de vacinação será dividido em quatro fases, assim como é exposto pela SECOM e site oficial do prefeito Odelmo Leão. Entretanto, a autorização para início da fase 2 em diante, será feita após o primeiro grupo ser concluído. Segue orientações das respectivas fases:

Fase 1: Trabalhadores de saúde (profissionais que prestam serviço em estabelecimento de saúde), idosos acima de 75 anos, idosos com mais de 60 anos que moram em Instituições de Longa Permanência (ILPIs) e acamados;

Fase 2: Pessoas de 60 a 74 anos;

Fase 3: Pessoas com comorbidades crônicas, transplantados e obesidade;

Fase 4: Profissionais da Educação, pessoas com deficiência severa, primeiros socorristas, funcionários de sistemas prisionais, trabalhadores do transporte coletivo, transportadores rodoviários de cargas, população privada de liberdade.

Para receber as doses, haverá a necessidade de um cadastro no Portal da Prefeitura a partir de segunda-feira (18), com preenchimento de determinados dados . Como a quantidade de doses ainda é incerta, esse cadastro deverá estar atualizado. A expectativa, segundo Gladstone, é vacinar 18 mil trabalhadores de saúde e 85 mil idosos. Os locais para vacinação já foram definidos e serão divulgados brevemente.

Fonte: SECOM / Site Oficial Odelmo Leão / Prefeitura de Uberlândia

0 127
Imagem: Fabiana Barcelos / Ares Comunicações

Na última terça-feira (12), aconteceu o primeiro evento híbrido desenvolvido pela Fundação Visite Uberlândia, em parceria com Graphix Locação e Eventos (@graphixlocacaoeeventos ), e palestras de Ana Júlia Castro (@anacastrocoach ) e Diego Carvalho (@diegoinvestimentos ). Todas as normas de biossegurança foram aplicadas, incluindo: medição de temperatura na entrada do evento, utilização de máscaras, álcool em gel disponível, quantidade de participantes reduzida (20 pessoas) e distanciamento entre todos. Podemos dizer que foi uma boa forma para começar o ano de 2021, trazendo ainda mais conhecimento para todos, preservando a essência dos eventos.

#eventos #visite #palestras #eventovisite #uberlandia #economia #financeiro #coach 

0 165
Imagem: Racool_studio / Freepik

Devido ao contexto de pandemia que estamos presenciando, muitas companhias aéreas tiveram que cancelar voos para preservar a segurança de todos, e seguir os protocolos de saúde. Com isso, muitos passageiros saíram prejudicados em aspectos financeiros e, entre outros fatores, havendo a necessidade de pedir reembolso de suas passagens.

Sendo assim, segundo o Governo Federal: “As companhias aéreas têm o prazo de 12 meses, a contar da data do voo cancelado, para realizar a devolução do dinheiro, caso o passageiro solicite. O valor será atualizado com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e, quando cabível, oferecer assistência material.”

Essas medidas possuem o objetivo de melhorar a programação do próprio consumidor, assim como beneficiar as empresas de aviação, preservando um bom fluxo de caixa neste período de crise. O número de passageiros ainda não está normalizado, entretanto, é uma atitude que será feita de forma gradativa.

Fonte: Governo Federal

0 94
Imagem: freepic.diller / Freepik

Hoje, celebramos o dia deste profissional que é responsável por capturar, e eternizar momentos inesquecíveis em nossas vidas. Um fotógrafo é capaz, através de seu olhar apurado, evidenciar fatores muito importantes que, às vezes, passam despercebidos por todos nós. Sendo assim, parabenizamos todos os especialistas dessa área!

.

Marque nos comentários um fotógrafo que você admira bastante!

.

Imagem: freepic.diller / Freepik

.

#fotografo #fotografia #imagem #momentos #eternizar #diadofotografo #uberlandia #cidade #marketing

0 132
Freepik

2020 foi um ano de muitos obstáculos a serem enfrentados. A pandemia de Covid 19, afetou a população do mundo inteiro e, neste cenário, o setor de turismo e eventos, que representa cerca de 3,71% do PIB brasileiro, também sofreu duros impactos. Primeiramente, muitas vidas foram, e ainda estão sendo, perdidas em decorrência dessa fatalidade. Já no segmento de turismo, eventos e festas foram canceladas, e algumas remarcadas; viagens com diversas finalidades também prejudicadas, entre outras situações. Nesse contexto, o setor turístico e de eventos, teve que buscar alternativas para essa nova realidade. Para isso, eventos online e híbridos aconteceram com uma maior frequência, preservando a segurança de todos. Sabemos que não foi um ano fácil, mas acreditamos que 2021 será bastante promissor para todos, tanto em relação à saúde, quanto para o segmento de turismo e eventos. Feliz e próspero 2021 à todos!

.

Imagem: Freepik

.

#fimdeano #anonovo #2020 #2021 #agradecimentos #expectativas #eventos #mice #trade #turismo #hotelaria #uberlandia #marketing

0 126
Imagem: pikisuperstar / Freepik

Natal é sempre uma época de muita reflexão e união e, neste ano, essa data não pode ser diferente! Nós, da Fundação Visite Uberlândia, desejamos à todos um Feliz Natal com muita luz e paz. Além disso, que todos contemplem, em segurança, este dia tão especial.
.

#natal #fimdeano #paz #uniao #visite #marketing #cidade #uberlandia

0 113
Foto: Marlucio

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), nesta sexta-feira (11), o setor do Turismo Brasileiro obteve certo crescimento no mês de outubro, cerca de 7,1% em relação a setembro. Entretanto, também houve uma queda de 33,6% comparado ao mesmo mês de 2019.

É uma problemática que deve ser sanada gradualmente, seguindo os procedimentos corretos de saúde e segurança para que todos sejam contemplados. O setor de Turismo e eventos representam alguns dos setores que mais foram atingidos com a pandemia, e que necessita se reerguer seguindo protocolos para sua realização.

Fonte: Eu quero investir

0 173
Imagem: Daniel Nunes

No dia 24 de outubro, o Comitê de Enfrentamento ao Covid-19 emitiu uma nova deliberação para o setor de eventos em Uberlândia. No texto a seguir, você confere quais foram essas novas normas de biossegurança. Acompanhe:

Aplicável ao setor de eventos, conforme a liberação do Núcleo Estratégico do Comitê Municipal de Enfrentamento ao COVID-19. Fica permitida a realização, inicialmente, de eventos sociais (aniversários, casamentos e celebrações congêneres), e corporativos, limitados às normas específicas. REGRAS GERAIS:

– Caberá aos contratantes/clientes informar a realização do evento, por meio do formulário anexo a estas normas de biossegurança, com antecedência mínima de sete dias pelo endereço de e-mail eventoscovid@uberlandia.mg.gov.br;

– A efetiva fiscalização e cumprimento das normas de biossegurança são de responsabilidade solidária de todos os prestadores de serviços envolvidos na realização do evento, assim como do contratante;

– Cabe aos prestadores de serviço comunicar aos contratantes que, em caso de descumprimento das normas estabelecidas para enfrentamento e prevenção à COVID-19, o evento será imediatamente encerrado, ainda que com inexecução (total ou parcial) dos serviços ajustados;

– O organizador deverá manter cadastro de todos os participantes (contratantes, convidados e prestadores de serviços), com no mínimo nome completo, telefone e endereço residencial para informação ao órgão de saúde, caso se faça necessário;

– A ocupação deve ser restrita a 80 pessoas, excluídos do cômputo os prestadores de serviço;

– O funcionamento fica permitido a espaços destinados à realização de eventos em ambientes abertos ou fechados;

– É obrigatória a intensificação da circulação de ar natural, com abertura de todas as portas, janelas e claraboias do espaço sendo que, caso seja necessário o uso de sistemas de ar condicionado, sua higienização deve ser realizada frequentemente;

– Os eventos terão duração máxima de 4h, incluindo eventuais celebrações, com encerramento obrigatoriamente até às 23h;

– Todas as portarias e acessos devem estar guardadas com colaboradores aferindo a temperatura dos funcionários e do público em geral, utilizando termômetros infravermelhos e/ou câmeras de medição de temperatura corporal, sendo proibido o acesso àqueles que apresentem temperatura igual ou superior a 37,5ºC ou outros sintomas gripais;

– Disponibilização e exigência da utilização de equipamentos de proteção individual por todos os funcionários, conforme as diretrizes do Ministério da Saúde, notadamente máscaras caseiras, com a devida orientação quanto à correta manipulação e uso;

– Organização do ambiente de trabalho, de forma a estabelecer distância de, no mínimo, dois metros entre os funcionários, e entre estes e clientes;

– Disponibilização de condições para lavagem frequente das mãos pelos funcionários com água e sabão líquido, instruindo-os quanto ao adequado procedimento de higienização, conforme recomendam os órgãos sanitários;

– Disponibilização de condições para lavagem das mãos pelos clientes, usuários e fornecedores com água e sabão líquido;

– Fornecimento de álcool etílico em gel hidratado 70% (setenta por cento) para higienização das mãos a todos os funcionários, clientes e fornecedores;

– Higienização frequente dos ambientes e equipamentos de trabalho com álcool etílico hidratado 70% (setenta por cento) e/ou solução de hipoclorito de sódio superior a 2% (dois por cento);

– Demarcação de espaço e efetiva fiscalização para impedir aglomerações no interior ou em áreas de espera, inclusive em filas formadas na área externa do estabelecimento, com distanciamento de, no mínimo, dois metros entre pessoas;

– Demarcação e efetiva fiscalização do distanciamento mínimo de dois metros em locais com potencial de aproximação e aglomeração de pessoas;

– Divulgação de informações acerca do novo coronavírus – COVID-19 e das medidas de prevenção e de enfrentamento em local de grande visibilidade, contendo inclusive a orientação para que a população permaneça em distanciamento social;

– Os estabelecimentos deverão afixar cartazes informativos acerca do número máximo de pessoas permitidas ao mesmo tempo dentro do estabelecimento;

– Desativar bebedouros de uso coletivo, exceto quando exclusivamente disponíveis para dispensação de água em copos e garrafas descartáveis ou de uso individual;

– Fornecimento de dispenser de álcool em gel 70% nas mesas, em áreas comuns e principais pontos de contato;

– Os clientes deverão permanecer sentados em suas mesas durante toda a duração do evento, exceto quando do acesso às pistas de serviço de alimentos, cenários de fotografia, sanitários e entrada e saída do estabelecimento, o que deverá ocorrer de maneira ordeira e guiada pelos organizadores do evento;

– É obrigatória a utilização de máscaras por todos os convidados do evento, exceto durante o consumo de alimentos e bebidas;

– O uso de máscaras acrílicas (face shield) não substitui a utilização das máscaras de tecido, que são de caráter obrigatório;

– Os estabelecimentos deverão manter o espaçamento de, no mínimo, dois metros entre mesas, e entre cadeiras de mesas diferentes;

– É vedada a união de mesas que permita a concentração de grupos com mais de 6 pessoas, bem como a proximidade entre grupos alocados em mesas distintas;

– As filas de espera serão de inteira responsabilidade dos estabelecimentos, inclusive quanto ao distanciamento em, no mínimo, dois metros entre os clientes;

– Para locais que disponham de elevadores, este deverá ser utilizado individualmente, exceto em caso de utilização por pessoas do mesmo núcleo familiar, com recomendação de acesso por meio de escadas, sempre que possível;

– Promover o acesso por meio de convites virtuais ou listas de presença, de forma que se evite a manipulação de convites de papel;

– Fica proibida a aglomeração de pessoas no entorno de mesas de bolo, pistas de dança e afins, sendo que os convidados devem permanecer acomodados nas suas mesas durante todo o evento, vedado ainda o intercâmbio de mesas com outros convidados;

– O contato entre cozinheiros e demais colaboradores deve ser o menor possível, evitando conversar, cantar, assobiar, espirrar ou tossir próximos dos alimentos, superfícies ou utensílios utilizados;

– Os utensílios e equipamentos utilizados deverão ser constantemente higienizados; – Deverão ser criados cronogramas para higienização de superfícies e objetos compartilhados (mesas, cadeiras, maçanetas, cardápios) com produtos sanitizantes a cada 30 minutos;

– Após a conclusão da montagem da estrutura, todo o espaço deverá ser higienizado com produtos adequados, de forma prévia à realização do evento;

– Elaborar escala de montagem e desmontagem das estruturas e equipamentos de forma que não ocorram aglomerações de equipes de fornecedores;

– Utilizar lixeiras especiais para o descarte de máscaras, lenços de papel ou sanitizantes e luvas;

– Os funcionários e prestadores de serviço deverão utilizar uniformes somente no local de trabalho, realizando a troca de vestimenta de uso externo na chegada e saída do local de trabalho.

0 107
Imagem: Wirestock / Freepik

Ressaltar a cultura e importância que o povo negro já representou, e ainda representa, na sociedade é de grande necessidade. Consciência Negra, marcada no dia 20 de novembro, é uma expressão que designa a percepção histórica e cultural que os negros têm de si mesmos. Também representa a luta dos negros contra a discriminação racial e a desigualdade social. Não só hoje, como diariamente, devemos refletir todas as atitudes e lutar para tornar a sociedade mais equitativa e igualitária para todos os povos.

.

Em Uberlândia, o povo negro também possui grande importância no setor de turismo, oferecendo manifestações populares, como o Congado; movimentos artísticos promovidos por representantes das classes e estudantes, que celebram este povo através de feiras, debates e exposições; além da capoeira que atrai praticantes de todos os lugares; entre outras atividades. Vamos todos valorizar a importância deste povo.

0 141
Foto: Marlúcio Ferreira

O setor de turismo registrou um crescimento em suas atividades, de 11,5% no país, no mês de setembro comparando-se à agosto. Podemos destacar os serviços de transporte aéreo e de alojamento e alimentação como colaboradores. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Práticas estão sendo estabelecidas para uma retomada gradual e segura de todo o setor. O Ministério do Turismo, juntamente de organizações municipais, como a Fundação Visite Uberlândia, trabalham para manter e fomentar ainda mais a volta parcial e segura do segmento.

Desde o início da pandemia, o setor de turismo vem enfrentando dificuldades para se restabelecer frente ao mercado. É uma problemática que, infelizmente, não estava no controle dos profissionais da área, que aguardavam as deliberações das autoridades e que, aos poucos, será sanada.

Fonte: Ministério do Turismo

0 294
Foto: Jorge H. Paul

Na última terça-feira (20), o Comitê Municipal de Enfrentamento ao COVID-19, da Prefeitura Municipal de Uberlândia, divulgou os novos protocolos para realização de eventos na cidade. Fica permitida a realização, inicialmente, de eventos sociais (aniversários, casamentos e celebrações congêneres), e corporativos, limitados às normas específicas.

As regras específicas para a retomada, normas de biossegurança, estão dispostas nas informações a seguir, disponibilizadas pelo próprio Comitê:

– Caberá aos contratantes/clientes informar a realização do evento, por meio do

formulário anexo a estas normas de biossegurança, com antecedência mínima

de sete dias pelo endereço de e-mail ​eventoscovid@uberlandia.mg.gov.br​;

– A ​efetiva fiscalização e cumprimento das normas de biossegurança são de

responsabilidade solidária de todos os prestadores de serviços envolvidos na

realização do evento, assim como do contratante;

– Cabe aos prestadores de serviço comunicar aos contratantes que, em caso

de descumprimento das normas estabelecidas para enfrentamento e

prevenção à COVID-19, o evento será imediatamente encerrado, ainda que

com inexecução (total ou parcial) dos serviços ajustados;

– O organizador deverá manter cadastro de todos os participantes

(contratantes, convidados e prestadores de serviços), com no mínimo nome

completo, telefone e endereço residencial para informação ao órgão de saúde,

caso se faça necessário;

A ocupação deve ser restrita a 30 pessoas, excluídos do cômputo os

prestadores de serviço;

– O funcionamento fica restrito a espaços destinados à realização de eventos

ao ar livre ou com fechamento superior e abertura lateral (varandas, tendas e

afins);

– Os eventos terão duração máxima de 4h, incluindo eventuais celebrações, com encerramento obrigatoriamente até às 23h;

– Todas as portarias e acessos devem estar guardadas com colaboradores

aferindo a temperatura dos funcionários e do público em geral, utilizando

termômetros infravermelhos e/ou câmeras de medição de temperatura

corporal, sendo proibido o acesso àqueles que apresentem temperatura igual

ou superior a 37,5ºC ou outros sintomas gripais;

– Disponibilização e exigência da utilização de equipamentos de proteção

individual por todos os funcionários, conforme as diretrizes do Ministério da

Saúde, notadamente máscaras caseiras, com a devida orientação quanto à

correta manipulação e uso;

– Organização do ambiente de trabalho, de forma a estabelecer distância de, no

mínimo, dois metros entre os funcionários, e entre estes e clientes;

– Disponibilização de condições para lavagem frequente das mãos pelos

funcionários com água e sabão líquido, instruindo-os quanto ao adequado

procedimento de higienização, conforme recomendam os órgãos sanitários;

– Disponibilização de condições para lavagem das mãos pelos clientes,

usuários e fornecedores com água e sabão líquido;

– Fornecimento de álcool etílico em gel hidratado 70% (setenta por cento) para

higienização das mãos a todos os funcionários, clientes e fornecedores;

– Higienização frequente dos ambientes e equipamentos de trabalho com álcool

etílico hidratado 70% (setenta por cento) e/ou solução de hipoclorito de sódio

superior a 2% (dois por cento);

– Demarcação de espaço e efetiva fiscalização para impedir aglomerações no

interior ou em áreas de espera, inclusive em filas formadas na área externa do

estabelecimento, com distanciamento de, no mínimo, dois metros entre

pessoas;

– Demarcação e efetiva fiscalização do distanciamento mínimo de dois metros

em locais com potencial de aproximação e aglomeração de pessoas;

– Divulgação de informações acerca do novo coronavírus – COVID-19 e das

medidas de prevenção e de enfrentamento em local de grande visibilidade,

contendo inclusive a orientação para que a população permaneça em

distanciamento social;

– Os estabelecimentos deverão afixar cartazes informativos acerca do número

máximo de pessoas permitidas ao mesmo tempo dentro do estabelecimento;

– Desativar bebedouros de uso coletivo, exceto quando exclusivamente

disponíveis para dispensação de água em copos e garrafas descartáveis ou de

uso individual;

– Fornecimento de dispenser de álcool em gel 70% nas mesas, em áreas

comuns e principais pontos de contato;

– Os clientes deverão permanecer sentados em suas mesas durante toda a

duração do evento, exceto quando do acesso às pistas de serviço de

alimentos, cenários de fotografia, sanitários e entrada e saída do

estabelecimento, o que deverá ocorrer de maneira ordeira e guiada pelos

organizadores do evento;

– É obrigatória a utilização de máscaras por todos os convidados do evento,

exceto durante o consumo de alimentos e bebidas;

– O uso de máscaras acrílicas (​face shield​) não substitui a utilização das

máscaras de tecido, que são de caráter obrigatório;

– Os estabelecimentos deverão manter o espaçamento de, no mínimo, dois

metros entre mesas, e entre cadeiras de mesas diferentes;

– É vedada a união de mesas que permita a concentração de grupos com mais

de 6 pessoas, bem como a proximidade entre grupos alocados em mesas

distintas;

– As filas de espera serão de inteira responsabilidade dos estabelecimentos,

inclusive quanto ao distanciamento em, no mínimo, dois metros entre os

clientes;

– Para locais que disponham de elevadores, este deverá ser utilizado

individualmente, exceto em caso de utilização por pessoas do mesmo núcleo

familiar, com recomendação de acesso por meio de escadas, sempre que

possível;

– Promover o acesso por meio de convites virtuais ou listas de presença, de

forma que se evite a manipulação de convites de papel;

– Fica proibida a aglomeração de pessoas no entorno de mesas de bolo, pistas

de dança e afins, sendo que os convidados devem permanecer acomodados

nas suas mesas durante todo o evento, vedado ainda o intercâmbio de mesas

com outros convidados;

– O contato entre cozinheiros e demais colaboradores deve ser o menor

possível, evitando conversar, cantar, assobiar, espirrar ou tossir próximos dos

alimentos, superfícies ou utensílios utilizados;

– Os utensílios e equipamentos utilizados deverão ser constantemente

higienizados;

– Deverão ser criados cronogramas para higienização de superfícies e objetos

compartilhados (mesas, cadeiras, maçanetas, cardápios) com produtos

sanitizantes a cada 30 minutos;

– Após a conclusão da montagem da estrutura, todo o espaço deverá ser

higienizado com produtos adequados, de forma prévia à realização do evento;

– Elaborar escala de montagem e desmontagem das estruturas e equipamentos

de forma que não ocorram aglomerações de equipes de fornecedores;

– Utilizar lixeiras especiais para o descarte de máscaras, lenços de papel ou

sanitizantes e luvas;

– Os funcionários e prestadores de serviço deverão utilizar uniformes somente

no local de trabalho, realizando a troca de vestimenta de uso externo na

chegada e saída do local de trabalho.

0 130

No dia 15 de outubro, o presidente da Fundação Visite Uberlândia, Pedro Paulo Schwindt, concedeu uma entrevista à emissora Band Triângulo. Ele contou um pouco mais sobre a situação do setor de turismo de eventos em Uberlândia, e ainda disse que o movimento está crescendo, porém ainda precisamos da retomada segura, pois representa uma questão fundamental. O presidente da Fundação ainda falou sobre o envio do protocolo, às autoridades, com a assinatura de diversas associações e pessoas do segmento.

Outra pessoa entrevistada, foi Herika Mota, administradora do Parati Palace Hotel, que contou um pouco sobre como está o segmento de hotelaria em Uberlândia.

0 187

No dia 13/10, representantes do setor de turismo e eventos, da cidade de Uberlândia, entregaram às autoridades competentes, um protocolo com medidas protetivas para uma retomada segura dos eventos em nossa cidade.

É importante salientar, que o documento indica ações para que esses eventos realizem de forma legalizada, e sempre seguindo todas as orientações de saúde e segurança, preservando o bem-estar de todos.

Agora, cabe ao comitê responsável analisar as propostas entregues e indicar uma decisão, seja positiva ou não ao segmento.

0 165
Foto: Site MaCamp Campismo

De acordo com o boletim do Observatório do Turismo de Minas Gerais (OTMG) que apresenta os principais resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD), do Ministério do Turismo e do IBGE, realizada em 2019, quantificados no período de julho, agosto e setembro, Minas Gerais aparece como segundo destino mais procurado no país.

.

Em primeiro lugar, o estado de São Paulo, com 18,9% de procura, em segundo Minas Gerais com 12,8%, Bahia com 8,7%, Rio Grande do Sul com 6,7% e, assim, respectivamente.

.

O objetivo do PNAD, é de quantificar os fluxos de turistas nacionais entre as diferentes regiões e para o exterior. Os turistas que viajaram a lazer declararam buscar natureza, ecoturismo e aventura (29,6%), cultura (27,3%) e esportes e viagens de incentivo (12,4%). 

.

Os dados referem-se ao ano de 2019, porém, mesmo com o advento da pandemia em 2020, acreditamos que o nosso estado possui grandes chances de manter esses índices, visto o desempenho ao combate e enfrentamento à Covid-19 e o plano de retomada gradual e segura do turismo que estamos iniciando.

0 148

Neste mês, a Fundação Visite Uberlândia recebeu uma maravilhosa notícia, mais um associado entrou para o seu time. A Glass Live Marketing é uma nova empresa de Live Marketing que faz ações de relacionamento e eventos em Uberlândia e no Brasil. Formada pelos co-fundadores Fernanda Carpes e Rafael Matias, a empresa chegou para melhorar ainda mais o relacionamento e convívio com o marketing para eventos em nosso país.

0 139
Foto: Tv Win

Viajar é uma paixão presente na vida da maioria das pessoas, não é verdade? Entretanto, com a pandemia do Coronavírus, os cuidados com viajantes, locais de estadia e todo o setor, deverão ser redobrados. Pensando nisso, o World Travel and Tourism Council (WTTC), conselho global que é destinado ao interesse das empresas de turismo e viagem, desenvolveu um relatório incluindo possíveis tendências para a recuperação da atividade turística, advinda da pandemia de Covid-19. 

O documento indica quatro tendências incluindo: a retomada da demanda e o destaque do turismo doméstico; avanço dos cuidados em termos de saúde e higiene; inovação e digitalização; e sustentabilidade. Cada uma destas, possui ênfase em como os consumidores e empresários deverão se portar, preservando sempre a segurança de cada um.

De acordo com o relatório, férias nacionais e regionais e o ar livre serão os principais destinos no curto prazo. A higienização deverá ser feita de forma frequente, tanto para os viajantes, quanto empresários; além das inovações a serem realizadas e a preocupação com a sustentabilidade.

0 121
Imagem: Freepik

Hoje é um dia muito especial para todos que praticam o turismo e, também, para aqueles que trabalham diretamente com isso. Dia 27 de setembro é comemorado o dia mundial do turismo, e são diversos setores que o representam, sendo: turismo religioso, gastronômico, esportivo, estudantil, de negócios, entre outros. Com toda certeza, no ano de 2020, fomos um dos principais segmentos que mais sofreram com o impacto da pandemia do Coronavírus. Porém, esta será uma situação adversa que transformará para melhor, em futuro próximo, tudo aquilo que almejamos mantendo a união de todos nós.

0 181
Imagem: Jorge H Paul

O turismo, prática que surgiu durante o romantismo no século 18, esteve presente na vida das pessoas com o propósito de fazer que elas apreciassem suas viagens. Já no século 21, o termo ainda é executado por grande parte de indivíduos do mundo inteiro.

No ano de 2019, foram cerca de 97,1 milhões de passageiros que viajaram por todo o território brasileiro, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Número bastante expressivo, que tornou a economia do país ainda mais gratificante, movimentando R$ 238,6 bilhões, segundo o relatório ICV-Tur – Índice de pesquisa elaborada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Entretanto, já no ano de 2020, este cenário mudou. O Carnaval, festa popular no Brasil, movimentou cerca de R$ 8 bilhões em sua economia, o maior valor desde 2015, segundo estimativas da Confederação Nacional do Comércio (CNC). Porém, não foi capaz de suprir uma situação que ocorreria logo depois.

No dia 11 de março, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou estado de pandemia devido ao surgimento do vírus Covid-19. Tal circunstância afetou todo o setor do turismo, que antes era responsável por movimentar economicamente o país. Contudo, a questão de reinvenção tornou-se necessária, fazendo com que artistas, produtores culturais, feiras, congressos entre outros, encontrassem formas de se manter, principalmente no meio virtual, através de lives e exposições online.

Sendo assim, acreditamos que esta será uma situação passageira e, em um futuro próximo, será controlada permitindo que toda a cena cultural, técnico científica, esportiva, e outros segmentos do turismo, voltem a espalhar e promover benefícios para todas as cidades.

0 120
Imagem: Luciana Santos

Hoje gostaríamos de recordar um momento bastante especial, e com sentimento de saudades. No mês de abril de 2019, ocorreu o evento anual da Fundação Visite Uberlândia, “Embaixadores de Uberlândia”, com o intuito de homenagear os grandes colaboradores do trade na cidade, e os organizadores de eventos. Neste ano de 2020, nossa grande festa também iria ocorrer, entretanto, devido à situação mundial de pandemia, tivemos que adiar para a segurança de todos. Contudo, nosso evento não foi cancelado! No próximo ano ele vai acontecer e temos plena certeza que vamos celebrar a melhora para todos, além de parabenizar os profissionais da nossa cidade.

0 217
Imagem: Luciana Santos

Na cidade de Ouro Preto, em Minas Gerais, o Governo Federal divulgou o Plano Nacional de Retomada do Turismo, elaborado juntamente à profissionais da área. Este será organizado por ações com foco em segurança para a volta do setor e, também, de empregos para economia. 

Uma das ações, será o incentivo ao turismo rodoviário, sendo adequado frente às regras; com criação de projetos para concessão de rodovias interestaduais, intermunicipais e urbanas de todo o país, para melhor atendimento aos turistas.

Também será feita uma revisão na legislação de mobilidade e reestruturação turística, sejam em parques nacionais e estaduais de todo o país. Outra forma, será o incentivo à participação de estados em eventos que proporcionem ou gerem negócios.

Ainda neste ano, será criado um portal para atração de investimentos privados, com o objetivo, por exemplo, de ver o local em que investidores possam colocar dinheiro, como, qual lugar está mais preparado, questão de investimento, e outros. Tudo feito de forma sistematizada, e para um melhor desempenho das informações do Brasil todo.

O turismo gastronômico, religioso e rural também terão políticas próprias para sua promoção. O Ministério do Turismo irá repassar R$13,5 milhões para promoção de cada estado. 

Além de todas essas ações, o selo “Turismo Responsável” também é bastante importante nesta retomada, fazendo com que os locais se adequem frente às necessidades de saúde e segurança.

Fonte: Governo do Brasil

Siga-Nos